Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

Abraçar outras palavras | Abraço, da Doce Cafeína

"Um dia ensinei-te o quanto é bom abraçar,

E quando me ouvias parecias ter percebido

Que tão poderoso quanto a força do mar

São os braços de quem nos sabe entrelaçar

 

Perguntaste se eu gostava que mo fizesses,

Se era importante para o meu mundo funcionar

Respondi e que, sempre que pudesses,

Corresses para mim para me poderes abraçar

 

Mas o tempo foi passando e

Com ele os abraços foram diminuindo

E mesmo sabendo que seguia amando

O teu abraço já não fazia sentido

 

Tudo esfriou e acabámos por seguir rumos diferentes

Os anos passaram e, hoje, recordo em algumas coisas que faço

Que embora frios e distantes ficou a marca

A marca profunda do nosso abraço."

 

Palavras da Doce Cafeína, para este "abraçar outras palavras". "Doce Cafeína" faz-me lembrar os dois lados da moeda, como quem diz da vida, de tudo. O lado doce e o lado menos doce, que nos traz o sabor da cafeína. Ainda assim, mesmo quando a Doce Cafeína nos fala sobre o lado menos doce, consegue sempre mostrar-nos esse lado com um toque de sorriso pelo meio. Assim, nunca nos deixa o lado doce completamente de fora. Acredito tanto que é assim que devemos olhar para a vida, todos os dias. Foi este o abraço que ela nos trouxe hoje. E fez-se sentir tanto. E tão bonito. Obrigada, Doce Cafeína. ❤

Abraçar outras palavras | Abraço, da Daniela

"Abraço, gesto de emoção infinita que me arrepia o peito e acalma a alma. É belo, simples e puro. 

Naquela bolinha transparente que se ergue quando nos abraçamos, dois corações se juntam e mil emoções se partilham, e são imensas.  
 
Mais caloroso ficaria o mundo se em vez de gritos e choros de tristeza, houvesse tentativas de aproximação vindas do coração, apertos quentes, beijos infinitos, e por fim, abraços sentidos. Aqueles abraços apertados que ficamos sem ar, e aí o mundo sofredor à nossa volta desaparece porque tudo aquilo que é escuro se torna algodão doce, e nós podemos saboreá-lo e senti-lo. 
 
E que bom. Que bom se torna. Prazeroso. Amo abraços! São como arco-íris. Belos, cheios de cor que se podem descrever nos maravilhosos sentimentos que alcançamos quando somos abraçados verdadeiramente por alguém que amamos. 
E por falar nisso, se sabe bem um sentimento tão potente de alguém que nos é próximo, um abraço também pode mudar a vida de alguém, o dia de alguém, basta ser verdadeiro, mesmo que desconheçamos o motivo. Nem tudo na vida tem de ter uma razão, apenas tem de acontecer do coração. 
 
Por isso, abracem :)"
 
Palavras da Daniela, para este "abraçar outras palavras". A Daniela, para além de minha homónima, é amor nas palavras que escreve. São palavras de amor. São palavras que transbordam do coração. E é tão mais bonito tudo o que se faz com e do coração. É assim que nos cativa e nos toca sempre, de forma tão bonita e especial. Hoje deixa-nos este abraço (que nos abraça), tão especial também. Obrigada, querida Daniela. ❤

Abraçar outras palavras | Abraço, da Nala

"Sou apaixonada por abraços! Comparo-os a uma chegada a casa depois de um dia muito frio.

Dar ou receber um abraço é um presente valioso. É uma espécie de benção.

É ser acolhido num porto seguro e sentir-se protegido, nem que seja por alguns minutos, das enormes vagas que tantas vezes temos de enfrentar ao longo da nossa vida.

Abraços são fonte de energia, são sentimento de calma e ao mesmo tempo levam-nos num turbilhão de sentimentos. São momentos em que estamos tão próximos do coração do outro que quase fazem parar o tempo...

Um abraço não é só um abraço, é sobretudo um dom de si mesmo. E há lá no Mundo presente mais importante do que esse?

Que nesta época festiva da qual nos aproximamos, que "debaixo da árvore" hajam mais abraços do que presentes. Que cada um de nós, adultos ou crianças, possamos desfrutar desse calor e dessa paz e que cada um dos abraços que recebamos seja sinónimo de amor e de pertença! Porque ninguém é feliz sozinho!

Desejo-vos uma Montanha de Abraços!"

 

Palavras da Nala, para este "abraçar outras palavras". A Nala trouxe-nos um abraço que não precisa de palavras. Na verdade, os abraços não precisam de palavras, não é? A Nala trouxe-nos magia embrulhada num abraço. Esta magia que já quer fazer-se sentir. Esta magia que precisamos tanto de sentir, como se fosse a primeira vez. Como quem se deixa encantar pela simplicidade arrebatadora da sua beleza. É esta a verdadeira magia: a que toca corações. Essa, que habita no amor destes dias (e que fique todos os dias). Essa mesma, que habita no amor de um abraço. Obrigada, Nala. ❤

Abraçar outras palavras | Abraço, da Ana D.

"Abraços teus!

Foram meus

Tantos abraços Teus

Foram teus

Tantos sonhos meus

Sonhos de menina

Que desde pequenina

Recebeu dos teus braços

Tantos e tantos abraços

Abraços de olhos fechados

E sem nada dizer

Onde mesmo calados

Me davas tanto a ver

Abraços de amor ou dor partilhada

Numa sintonia imaculada!

Abraços de coragem

Abraços, que não se esquecem!

Abraços puros e perfeitos

Impregnados de certeza

Abraços, ora desfeitos

Que ora são minha fraqueza

Abraços, sempre presentes

Como laços apertados

Abraços, agora ausentes

Que ora me foram tirados

Resta-me a lembrança

Desses abraços Teus

E uma vida sem esperança

De que voltem a ser meus.

(A meu pai que perdi inesperadamente em Março e de quem tenho tamanha saudade)"

 

Palavras da Ana D., para este "abraçar outras palavras". A Ana trouxe-nos (me) um abraço muito especial. E, sem saber, tocou-me directamente no coração, de forma muito especial também. Porque falou de mim também. Querida Ana: há abraços que nos abraçam para sempre, mesmo depois de serem braços. Ficam-nos, para sempre, tatuados nos sentidos. Na alma. No coração. Abraçam-nos para sempre, porque são amor. E o amor é amor sempre. E, quando se ama, nada separa. Nem mesmo essa viagem sem tempo... ❤

Abraçar outras palavras | Abraço, de Aqui há coração

"E tu já sentiste o sabor de um abraço?

Aquele que aperta,

Que aquece,

Que envolve.

Aquele que chega,

Que se demora,

Que fica.

Aquele que não cobra,

Que permite,

Que sente.

Aquele que alenta,

Que sustenta,

Que acrescenta.

Aquele que sorri,

Chora,

Dá.

Se não, abraço-te daqui!"

 

Palavras da Lu, para este "abraçar outras palavras". Aqui há coração... Está tudo dito. Não conheço palavras mais bonitas do que estas, as que vêm do coração. Onde há coração, há verdade. Há sentir. E faz tanto sentido. Fez tanto sentido e foi tão sentido, este abraço do coração. Obrigada, Lu. ❤

Abraçar outras palavras | Abraço, do Insano

"Quero o teu abraço...
Quando estou diante de ti e uma multidão de emoções me assola.
Quando quase perco todos os meus medos.
Quero o teu abraço...
Quando sinto a tua falta.
Apesar de todas as formas com que tento entreter-me, acabo sempre por me lembrar de ti e da tua existência e de todas as nossas memórias juntas.
Quero o teu abraço...
Quando sinto a tua falta e esta não é apenas emocional, mas física também.
Quero o teu abraço...
Quando sinto uma dor no meu peito e olha que dói-me mesmo muito.
É um aperto no meu coração que só tu pareces ter controlo sobre a intensidade da dor infligida.
Esta dor afeta-me ao ponto de me sentir triste, deprimido e magoado.
Quero o teu abraço...
Quando tomo consciência do mal que te fiz.
É uma lição que pode ser difícil de aprender, mas acredita em mim, estou a tornar-me mais e melhor pessoa.
Quero o teu abraço...
Ao lembrar-me de quando partilhamos gargalhadas e sorrisos. Sabes, tens o poder de me fazer feliz.
Quero o teu abraço...
Quando me apercebo de que ainda há lugar para silêncios pesados.
Quando na verdade houve um tempo em que enchíamos as nossas noites de alegria, risos e vários discursos.
E agora nem sequer sei se é apropriado ver-te, telefonar-te ou enviar-te uma mensagem.
Tenho medo de te perturbar.
Quero o teu abraço...
Busco mas já não encontro desculpas diferentes para te ver.
Só queria passar tempo contigo
Quero o teu abraço...
Gostaria de te dizer que sinto a tua falta apesar dos altos e baixos por que temos passado.
É verdade que com o tempo podemos passar do amor ao ódio, do ódio ao remorso, do remorso à indiferença, da indiferença à falta.
Mas apesar de todas estas possíveis fases emocionais, tomo sempre consciência do teu valor quando me sinto a perder-te na minha vida.
Quero o teu abraço...
Quando sinto a tua falta quando percebo que o tempo interveio e levou alguns anos de vida que partilhamos juntos.
Quero o teu abraço...
E gostaria de dizer também que sinto a tua falta, não importa quanto tempo, não importa quantas pessoas novas tenhas conhecido, tu tens uma parte importante da minha vida e ninguém pode substituir isso.
Haverá sempre uma parte de mim que pensa em ti, que sente a tua falta, chora por ti e pede desculpa pelo tempo que já não passámos mais juntos.
Quero que saibas que és e serás sempre uma pessoa inesquecível aos meus olhos.
Queria apenas dizer-te que sinto a tua falta e que...
Quero o teu abraço!"
 
Palavras do Insano, para este "abraçar outras palavras". Quando o Insano nos entra pela casa, de mansinho, deixa-nos sempre uma palavra de alento. O Insano fala de tudo. Fala do mundo, fala dos dias e da vida. Fala também de sentimentos. Foi tão bonito, este abraço. Se é assim um abraço "insano"... que o sejam todos. Obrigada, Insano.

Abraçar outras palavras | Abraço, de Ryk@rdo

"Quando um abraço é sentido

Bem como um aperto de mão

É um sentimento vivido

É sentir palpitar o coração

.

Palavras ditas que se abraçam

Como se não houvesse amanhã

São palavras que se entrelaçam

São sentimentos de mente sã.

.

Palavras puras, sem embaraço

Quando saídas do coração

Formam a beleza de um abraço

São carinhos de doce emoção

.

Ofereça sempre um sorriso singelo

Retribua um abraço oferecido

Pois não existe nada mais belo

Que a força de um abraço sentido."

 

Palavras do Ryk@rdo, para este "abraçar outras palavras". O Ryk@rdo é poesia do coração. É coração que se torna poema e que abraça a alma de quem o lê. É beleza de quem escreve o que sente. De quem sente o que escreve. Obrigada, Ryk@rdo.

Abraçar outras palavras | Abraço, da Luísa

"Abraços...

Sou de muitos abraços...

Que sensação de bem-estar e satisfação imediata!

Que felicidade e alegria repentina...

Que sentimento de apego, segurança, conexão, afeto, confiança e intimidade...

Um dos bens mais preciosos da humanidade!

Abraços...

Sou de muitos abraços...

Todos os dias sinto saudades de abraços...

Dos meus pais, das minhas filhas, dos meus genros, da minha neta, da minha irmã...

Sinto saudades dos abraços dos meus amigos...

Sinto saudades dos abracinhos dos meninos da escola... meninos de muitos abracinhos gostosos!

Abraços...

Sou de muitos abraços...

Necessito de abraçar... é a forma não-verbal de mostrar a minha amizade, o meu amor, o meu carinho, a minha solidariedade, a minha admiração... são o meu suporte!

Abraço...

Um instintivo e genuíno sinal de amor!

Eu sou do Abraço!

 

“Precisamos de 4 abraços por dia para sobreviver.

Precisamos de 8 abraços por dia para nos manter.

Precisamos de 12 abraços por dia para crescer”.

(Virgínia Satir - psicoterapeuta norte-americana)

IMG_20191117_113828.jpg

* Muito obrigada, Querida Daniela, pela oportunidade de poder escrever sobre os abraços, um dos gestos que mais gosto de dar e de receber!"

 

Palavras da Luísa, para este "abraçar outras palavras". A Luísa é ternura. E, como se pode ler, é abraço também. A Luísa transparece doçura e a beleza da simplicidade. A beleza da verdade: de tudo o que importa. A Luísa é dos abraços. E eu até posso ser suspeita, mas também sei que esta é das formas mais bonitas de se ser. Um abraço, Luísa, e obrigada eu, por teres aceite o convite.

Abraçar outras palavras | Abraço, da Inês

"Haverá sempre um espaço invisível entre nós. Sim. Não fosse o ar o elemento de ligação entre o visível e o invisível, não é?

À luz da ciência nunca conseguimos vencer essa força que nos repele. E as palavras...

As malditas palavras que me perfuram os tímpanos e me aquecem o peito?

Tomara eu que a palavra não tivesse tanto valor e significado. É que para mim ainda tem. Não gosto de atirar palavras ao vento sem sentido. E há palavras que rasgam o peito e nos deixam vulneráveis.

Proponho pena máxima para quem as disser em vão. Não fui eu. Não foste tu. Não foi em vão. Eu sei. Mas o meu "Eu" é desajeitado ao invadir o palco e a gerir emoções sabes? E eu sinto-me como uma menina que enfrenta uma resistência tremenda para se endireitar uma última vez…

Não devia...

É nesse diagrama singular de ligações a pensamentos e sonhos que é impossível ficar longe da loucura. 

Ligados por uma ponte de fogo

Que vibra subtilmente

Nos avanços e recuos

É só no teu abraço que me perco

O escudo de folhas que o vento criou

Em torno de um corpo que vê o rastilho de pólvora

Dissipa-se como que por magia

Entre sussurros que não vejo

E olhares que não oiço

Os lábios não escrevem

E a luz divide os corpos

Com os dedos que gritam

Num místico desassossego

E o meu toque aflito

Como se fosse chuva

Desliza pela tua pele nua

Enamora-se e dança  

Com a água que tens na boca

Onde as línguas são confidentes

De um amor que não hesita

Em ir mais fundo e mais alto

Entrelaçados com o vento

Onde o tempo abranda

E acelera

E depois abranda de novo

na nudez coberta de pele 

E todos os dias te abraça

E ama como a primeira vez

Mas não te rouba o espaço

Tão apreciado

Porque existirá sempre

Um espaço vazio 

Sem proteção nenhuma

Entre nós..."

 

Palavras da Inês, para este "abraçar outras palavras". A Inês é coração. É palavras que saem dele e que o tocam a ele, ao de quem lê. A Inês é escrita sentida, íntima, arrebatadora. Percorre-nos os sentidos e toca-nos directamente no coração. A Inês sente e faz sentir. Como quem, por vezes, escreve o que nos (me) vai no coração e que não foi traduzido em palavras. É isso: a Inês sente e faz sentir. E nem sei se tem essa noção. Se não sabia, agora já sabe. Obrigada, Inês. Por isto tudo e por teres aceite o convite. ❤

Abraçar outras palavras | Abraço, de Apenas Fluir

"Deslizo para os braços 

de alguém que necessite de um abraço.

Quero que sinta no meu abraço 

o seu porto seguro,

o cheiro a casa mãe.

Lembro-me dos abraços que me enchiam em criança

preenchiam-me de esperança e felicidade.

Faziam-me sentir especial.

*

Eu estou aqui, não estás só.

Ninguém está só.

E um abraço lembra-nos isso. 

Abraço-te, abraças-me, abraçar-te-ei, abraçar-me-ás

eu e tu, nós

juntos, no presente e no futuro

enlaçaremos os nossos corpos 

num abraço

que valerá por mil palavras."

 
Palavras de Apenas Fluir, para este "abraçar outras palavras". Simplicidade, beleza, alma. São as palavras que melhor encontro para descrever tudo o que sinto quando entro no cantinho Apenas Fluir. A simplicidade é sempre a maior das belezas, não é? Quando é isso que nos vai na alma e, por isso, o que nos sai da alma também, está tudo dito. Foi este, o abraço que lhe saiu da alma. Do coração. Dos abraços em palavras mais bonitos que eu já li. Que eu já senti. Obrigada, do coração.