Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

Sei lá.

Eu sei lá em que dia da semana vamos. Sei lá qual é a estação do ano. Sei lá. Talvez nem sequer queira saber. Eu sei lá porque dizem que estou louca. Sei lá. Já não sou quem fui, sou outra. Sei lá. Pergunta-me amanhã, talvez eu saiba responder. E eu juro, eu prometo, e eu faço e eu rezo, mas no fim o que sobra de mim? E tu dizes coisas belas, histórias de telenovelas, mas no fim tiras mais um pouco de mim. Então força, leva mais um bocado, que eu não vou a nenhum lado. Leva todo o bom que há em mim. E eu não fujo, eu prometo, eu perdoo e eu esqueço, mas no fim o que sobra de mim? Mas tu sabes lá das guerras que eu tenho. Tu sabes lá das canções que eu componho. Tu sabes lá. Talvez nem sequer queiras saber. Mas tu sabes lá da maneira que te amo. Tu sabes lá, digo a todos que é engano. Tu sabes lá. Pergunto-te amanhã, mas não vais saber responder. E eu juro, eu prometo, e eu faço e eu rezo, mas no fim o que sobra de mim? E tu dizes coisas belas, histórias de telenovelas, mas no fim tiras mais um pouco de mim. Então força, leva mais um bocado, que eu não vou a nenhum lado. Leva todo o bom que há em mim. Que eu não fujo, eu prometo, eu perdoo e eu esqueço, mas no fim o que sobra de mim?

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Daniela Barreira 29.12.2020

    Um abraço, Malik 
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.