Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menina dos abraços

Um abraço: o meu lugar.

menina dos abraços

Um abraço: o meu lugar.

passando, sem ficar.

O mundo vive apressado. Não pára. Não repara. Não sente. Não vive. Vai passando, apressado, por tantos olhos sem olhar. E nem sabe quantas almas deixou de sentir, com um olhar. Vai passando, apressado, por tantos rostos sem sorrir. E nem sabe quantas vidas deixou de salvar, com um sorriso. Vai passando, apressado, por tantos corpos sem abraçar. E nem sabe quantas casas deixou de construir, com um abraço. Vai passando, apressado, por tantas mãos sem tocar. E nem sabe quantos corações deixou de unir, com um dar de mãos. Vai passando, apressado, por tantos gritos sem calar. E nem sabe quantos segredos deixou de contar, com um silêncio. Vai passando, apressado, por tantas pessoas sem parar. E nem sabe quantos medos deixou de sossegar, com um estar. Vai passando, apressado, por tantos corações sem ver. E nem sabe quantos amores deixou de amar, com um olhar do coração. Vai passando, apressado, por tanto. E, apressado, vai passando, (quase) sempre sem ficar.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Daniela Barreira 16.01.2017


    Epá, que se é "Daniela", é coisa séria ahah


    Ai minha Blue (isto merece mesmo um ai), que sorriso. Que abraço no coração. Obrigada. Tanto obrigada. É por isso, por esses-estes encontros de que falas, com pessoas bonitas (como tu) - as nossas pessoas - que, mesmo sem contar, apesar de todas as vezes em que o mundo é frio porque passa, apressado, sem ficar, vale a pena. E, por isso, por isto, vale tanto a pena. Tanto. E sempre.

    Obrigada outra vez. Estava mesmo a precisar. Fizeste valer a pena hoje <3 :)
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.