Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

"A margem de um corpo de água"

Os teus olhos. Se houve margem que me resgatou contra todas as forças do mundo, de todos os mundos, foram os teus olhos. A margem mais funda que eu já conheci. E, no entanto, eu não tive medo. Naquela altura eu ainda não tinha medo, sabes? Eu sabia que, sempre que deixasse resgatar-me pela corrente do teu mar, tinha os teus braços a ancorar-me. Eu só não sabia que, ao ancorar-me, estava a afundar-me também. Num mar que afinal não era meu. Na margem que ficou com os meus pedaços desancorados quando eu remei para o lado de cá. Há margens assim. Resgatam-te tanto. E afundam-te tanto. São as únicas margens que sabem ancorar-te para sempre, na alma e na pele (e, quase sem saberes, no coração), a cor, o sabor, o som, o cheiro, o toque, do seu mar. Os teus olhos. Os teus olhos.

 

(resposta ao desafio da Blue)

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Daniela Barreira 21.06.2013

    não andamos nada, só que a Blue "obrigou-me" a ir chamar as palavras que andavam fugidas :P


    gosto quando perguntas e respondes logo a seguir :)) a menina tem passado bem e isso mesmo sim, e o menino? fugiu mas foi apanhado :)
  • Imagem de perfil

    efoi 21.06.2013

    O menino, olha, agora deixaste-me confuso, estava eu a pensar que tinha sido apanhado e fui agora libertado e afinal era ao contrário!!!
    não tem havido fotos, sem fotos não há momentos, sem momentos não há... qq coisa e por aí fora :))


    tu tens palavras que te fogem? quem diria, agora surpreendeste-me!
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.