Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

Saudade não é só ausência. Saudade é presença constante.

Saudade não é só ausência. Saudade é presença constante. É a presença constante de tudo o que teima em lembrar-te do que te falta.

São os olhos, os sorrisos, as vozes, os cheiros, as cores, as expressões, ao cruzar na rua, que teimam em mostrar-te pedacinhos de quem não está. São os buraquinhos do teu coração que teimam em não sarar. São as pessoas que teimam em tentar remendar-te esses buraquinhos ou em morar neles, como quem acredita poder voltar a habitar uma casa que não chegou a ser desabitada. É o teu coração que teima em pedir "só mais uma vez". São as músicas que teimam em falar-te do que te falta, às vezes com a força de quem te abraça, outras vezes com a força de quem te sufoca. São as memórias que teimam em assaltar-te os dias, as noites e os sonhos, com um toque e um sabor agridoce. É o tempo que corre sem parar e teima em fazer-te esquecer pormenores pelo caminho, fazendo-te sentir às vezes mais leve, outras vezes mais pesada. É tudo o que está tatuado, para sempre, na tua alma, no teu coração. Na tua vida. És tu. No mais íntimo de ti. É o amor que é amor sempre.

É tanto. É o tanto que, sendo ausência, se faz sempre (e ainda mais) presença.