Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

menina dos abraços

um abraço: a melhor forma do amor.

(menos) não me chega.

Que nunca te chegue o que não te enche as medidas até transbordar. Mas que não te encha de sufoco, que nunca te chegue o que não te deixa respirar. Que nunca te chegue o que não te faz sentir tanto. Que nunca te chegue o que não te toca por dentro. Que nunca te chegue o que não te brilha nos olhos e no sorriso. Que nunca te chegue o que não te abraça com sabor a casa. Mas que não te prenda, que nunca te chegue o que não te deixa voar. Que nunca te chegue o que não te sabe ver de olhos fechados. Que nunca te chegue o que não te sabe ouvir em silêncio. Que nunca te chegue o que não confia, respeita e aceita o que és. Que nunca te chegue o que não torna o teu mundo melhor. Que nunca te chegue o que não te quer para sempre. Que nunca te chegue o que não te espera para sempre. Que nunca te chegue o que não te cura o coração. Que nunca te chegue o que não te salva de tudo. Que nunca te chegue o que não é amor. Nunca menos que amor. Que nunca te chegue o que não chega para ficar.

"Anda cá"

"Anda cá" é das melhores expressões de amor. É das melhores declarações de amor. Saberes que o "anda cá" é um abraço a chamar-te. A querer-te. A pedir-te. Saberes que o "anda cá" te chama e te pede para ficares. Saberes que o "anda cá" te chama para o melhor lugar do mundo. Saberes que o "anda cá" quer ser a tua casa. "Anda cá" é das melhores expressões de amor. É das melhores declarações de amor. "Anda cá" é das melhores definições de amor.

É preciso o amor com urgência.

É preciso abraçar com a urgência de quem não sabe largar mais. É preciso dar as mãos com a urgência de quem dá o coração. É preciso olhar nos olhos com a urgência de quem se procura por dentro. É preciso sorrir com a urgência de quem sente o coração. É preciso beijar com a urgência de quem toca a alma. É preciso ser das nossas pessoas com a urgência de quem se é para sempre. É preciso dizer que se gosta com a urgência de quem fala com o coração. É preciso sentir silêncios com a urgência de quem ouve com o coração. É preciso ouvir o coração com a urgência de quem se mora por dentro. É preciso arrepiar os sentidos com a urgência de quem perde a respiração e se salva ao mesmo tempo. É preciso dar colo quando dói com a urgência de quem ama. É preciso curar lágrimas com a urgência de quem sossega. É preciso rir com a urgência de quem abraça a cumplicidade. É preciso fazer os olhos brilhar com a urgência de quem se deixa arrebatar. É preciso demorar no que importa de verdade com a urgência de quem faz o mundo parar. É preciso amar com a urgência de quem é amor para sempre. É preciso ser amor com a urgência de quem ama para sempre. É preciso o amor com urgência. É urgente o amor. Tanto. E sempre.

Abraça-me bem

Levantas o teu corpo, cansado, do chão. Afastas esse peso que te esmaga o coração. Abres uma janela e perguntas-te quem és. Respiras mais fundo e enfrentas o mundo de pé. Eu venho de tão longe e procuro há mil anos por ti. Estendo a minha mão até te sentir. Não sabemos nada do que somos nós. Mas sabemos tanto do que muda por não estarmos sós. Abraça-me bem. Levantas os teus olhos para me olhar, assim. Procuras cá dentro, onde me escondi. E eu tenho medo, confesso, de dar o mundo onde guardo tudo o que mais quis salvar. Tu dizes que não há outra forma de ficarmos perto. Não há como saber se o caminho é o certo. Só pode voar quem arriscar cair. Só se pode dar quem arriscar sentir. Abraça-me bem.

Sobre as músicas que podiam ser sobre mim.