Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

não me digam que o para sempre não existe.

há mãos que, depois de nos tocarem, nos ficam marcadas na pele. como se nos ancorassem, como se lhes pertencêssemos para sempre. há abraços que, depois de nos abraçarem, nos ficam marcados no corpo. como se nos devorassem, como se nos fundissem em si para sempre. há olhos que, depois de nos olharem, nos ficam marcados na alma. como se nos lessem, como se nos roubassem para sempre. há sorrisos que, depois de nos sorrirem, nos ficam marcados no coração. como se nos gostassem, como se nos sentissem para sempre. há coisas que são para sempre, mesmo depois de serem. não me digam que o para sempre não existe. ou digam, tanto faz. eu não acredito.

4 comentários

Comentar post