Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

Tatuar Sorrisos

Para quem já viu pedacinhos do Tatuar Sorrisos por aqui e ainda não percebeu bem o que é isto:

 

Tatuar Sorrisos nasceu por eu acreditar, tanto, que (só) o amor cura e muda o mundo. Por eu acreditar, tanto, que um pedacinho de amor, mesmo o mais pequenino (e, tantas vezes, especialmente o mais pequenino), cura e muda o mundo. Nasceu, também, pela minha vontade de viver isto e pelo meu sonho de viver disto. Todos os dias. E de o mostrar às pessoas, fazendo-as senti-lo e vivê-lo também. Mudando e curando o mundo de alguém. Tatuando um sorriso no dia de alguém, na vida de alguém, no coração de alguém.

Comecei, num dia, a deixar pedacinhos de amor por onde ia passando, escritos num simples post-it. E hoje, anos depois, este bloco de post-it's escritos com o coração, ao qual dei o nome de Tatuar Sorrisos, já faz parte de todos os meus dias e de todos os lugares por onde passo. Já faz parte do que sou e da minha forma de viver. Loucura? Talvez. Nunca achei muita piada à normalidade.

20170526.jpg (Tatuar sorrisos no dia de alguém, na vida de alguém, no coração de alguém. Onde? Por onde passares. Quando? Sempre. Porquê? Porque cura, tanto.)

saudade não é só ausência. saudade é presença constante.

saudade não é só ausência. saudade é presença constante. é a presença constante de tudo aquilo que teima em lembrar-te do que te falta. são os rostos de pessoas que teimam em olhar-te, ao cruzar na rua, com pedacinhos de olhares, sorrisos, cores, cheiros e expressões de quem já não está aqui. são os buraquinhos no teu coração que teimam em não sarar. são as pessoas que teimam em tentar remendar-te esses buraquinhos ou em morar neles, como quem acredita poder voltar a habitar uma casa que não deixou de ter dono. são as músicas que teimam em falar-te do que já foi, às vezes com a força de quem te abraça, outras vezes com a força de quem te sufoca. é o teu coração que teima em pedir "só mais uma vez". é o tempo que corre sem parar e teima em fazer-te esquecer pormenores pelo caminho, fazendo-te sentir às vezes mais leve, outras vezes mais pesada. são as memórias que teimam em assaltar-te as noites e os sonhos, com um toque e um sabor agridoce. são os momentos que estão tatuados, para sempre, na tua vida, no teu coração. é tanto. é o tanto que, sendo ausência, se faz sempre (e ainda mais) presença.