Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

momentos imortais

são os olhos. são sempre aqueles olhos que se abrem tanto, gigantes, para olhar tanto dentro dos meus sempre que me vêem. são as mãos. são sempre aquelas mãos que apertam tanto as minhas dentro, forte. são as palavras. são, quando ditas, aquelas palavras, soltas em breves instantes, quase sumidas, ao meu ouvido - senhora doutora. - sorrio em resposta - tens amor dentro dos teus olhos- em breves instantes, enquanto aqueles olhos se abrem tanto, gigantes, para olhar tanto dentro dos meus e aquelas mãos, sempre aquelas mãos de doçura de mais de 80 anos, apertam tanto as minhas dentro, forte.

das mãos dadas

a tua mão dá-se à outra mão. aninha-se, abriga-se, encaixa-se, na outra mão. as mãos dão-se. o que é isso? é tanto. não precisa de razão, só precisa de coração. as mãos procuram-se, encontram-se, tocam-se e dão-se. simples. é o mundo a caber dentro das mãos dadas. é como nos abraços. as mãos abraçam-se. só isso diz tudo. mesmo que não se diga. é o silêncio que ultrapassa as palavras. é o momento a imortalizar-se. é o mundo a caber dentro das mãos dadas. é o mundo a resumir-se àquele abraço de mãos. as mãos abraçam-se. e com esta energia mágica e abraçante que descobrem sempre que se dão, as mãos, desenham um laço invisível que une corações, naqueles instantes imortais.