Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

A Dani, segundo a MilVezesMais

"Nunca a vi. Mas as fotos e os vídeos dizem-na particularmente pequena, de uns grandes olhos de cor castanha, amendoados que nos fixam a alma. Um ar tímido que transmite serenidade, um sorriso que espalha a felicidade. É um anjo. Alberga os sonhos de menina e força de mulher. É presença que se sente na ausência, é abraço que aconchega e chega tanto. Que aperta sem apertar. É palavras que se lêem, é alento que nos segura antes de cair. É um anjo. Imortal. Que vive de momentos imortais. Dos que dá. Dos que sente. Dos que pressente. Por vezes, em noites ocasionais, outros anjos a visitam, são uns anjos especiais que aos poucos vão conseguindo brilhar lá em cima, e perceber, que mesmo longe, estão perto. O mais perto que se pode estar de alguém. Estão dentro do seu coração. Momentos que se sentem, que se vêem, com o coração. Também cai, as suas asas também se ferem. Mas curam-se com o amor. O que dá. O que recebe. O que espelha pelo mundo com aquela irreverência de menina e força de mulher. Curam-se também com o calor dos abraços, o sorriso das almas, o olhar de um coração. Nunca a vi. Mas é um anjo. Porque aquele olhar que nos fixa a alma, são de uns olhos que nos vêem com o coração. Porque as palavras que nos diz são ditas num abraço silencioso. Perfeito. Imortal. Abraço de anjo. Anjo que vê, que sente, que pressente. Presente. Um anjo que nunca vi."

(MilVezesMais)

 

  

mil vezes mais obrigado. mil vezes mais tanto. porque, no fundo, é isto que somos, desde o início. sem mais palavras, porque as palavras não são precisas quando se fala assim, sem falar, com gestos cheios de coração. com sentir-se. mil vezes mais tanto. isso já vai além daquilo que se sabe dizer. e ainda mais.

38 comentários

Comentar post