Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

menina dos abraços

Um abraço. O meu lugar. O (meu) melhor lugar do mundo.

02.11.10

Para ti não tenho palavras. És das únicas pessoas da minha vida a quem queria dizer tanto e não consigo dizer muito. É que para ti as palavras não chegam. É sempre mais. Será sempre mais. Hoje, o melhor que te posso dizer é Parabéns. Parabéns pelo que és, hoje. Parabéns pelo que te foste tornando e pela forma como aconteceu. Parabéns pelo que me fazes ser. Parabéns pela forma como consegues ancorar o meu barco ao teu, dando-me a certeza de que nunca vou naufragar. Parabéns por me teres ensinado a fazer o mesmo com o teu, tendo a certeza de que nunca vais naufragar. Parabéns por tanto, tanto mais.

Para ti não tenho palavras. Por isso fico-me pelos momentos. Pelas noites. Pelos dias. Pelas conversas. Conversas de palavras, de sorrisos, de céu e de estrelas, de olhares e de silêncios. Pelas brincadeiras. Pelo sem sentido que faz todo o sentido. Pelos abraços. Pela música. Pela cumplicidade. Pelo outro patamar. O único. Pelos gestos. Por ti. Por mim. E por nós. Pelo abrigo sempre seguro.

Para ti não tenho palavras. Mas o ridículo de tudo isto é que eu sei que não preciso delas para nada, porque tu sabes. Sabes tanto. O que te digo e o que não te digo. E por ser algo tão ridículo que só nós percebemos tão ridiculamente, aqui o que não se diz não fica por dizer. Não fica por saber. Sabe-se. É que para ti as palavras não chegam.

Tenho muito orgulho em ti, sabes?

Parabéns. Um sorriso, com aquilo que tu sabes.

E hoje, um abraço também.

1 comentário

Comentar post